André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Em mais uma retaliação de Cunha, Câmara prorroga prazo de quatro CPIs

Comissões do BNDES, Fundos de Pensão, Crimes Cibernéticos e Maus-Tratos contra Animais foram prolongadas em sessão da Casa nesta noite

(Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

02 de dezembro de 2015 | 22h25

BRASÍLAI - O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira, 2, a prorrogação dos trabalhos de quatro das cinco CPIs da Casa: BNDES, Fundos de Pensão, Crimes Cibernéticos e Maus-Tratos contra Animais. A prorrogação faz parte da retaliação do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao governo, que, na avaliação do peemedebista, "armou" contra ele.

As CPIs dos Fundos de Pensão e de Crimes Cibernéticos tiveram seus trabalhos prorrogados por mais 60 dias, enquanto a que investiga os Maus-Tratos contra Animais, por 20 dias. A CPI do BNDES teve seu prazo de funcionamento prorrogado por mais 15 dias. Os novos prazos contarão a partir do final do prazo inicial que para todas as quatro comissões era de 4 de dezembro. Criada em novembro, a CPI da Funai não teve prazo alterado. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.