Leonardo Benassatto|Reuters
Leonardo Benassatto|Reuters

Em livro, Lula se diz pronto para ser preso

'A Verdade Vencerá - o povo sabe por que me condenam' será lançado na próxima sexta-feira

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

13 Março 2018 | 20h39

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu que está pronto para ser preso. O ex-presidente lança na sexta-feira o livro “A Verdade Vencerá - o povo sabe por que me condenam”, assinado por ele,  no qual se defende das acusações da Operação Lava Jato e faz um balanço a atual conjuntura política. Lula nega a intenção de se exilar para fugir da condenação de 12 anos e 1 mês de prisão, imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, e faz críticas à presidente cassada Dilma Rousseff, admite que o presidente Michel Temer, chamado de “traidor” soube resistir melhor do que a petista.

++ 'Adversários deveriam ter bom senso de me deixar disputar eleição' diz Lula

“Eu não preparo o espírito. Eu sou um homem de espírito leve. Tudo isso faz parte da história (...) Há duas instâncias superiores que a gente pode recorrer e vamos recorrer. Eles vão tomar a decisão e estou pronto para ser preso. É uma decisão deles”, diz o petista.

No livro, que é assinado pelo próprio Lula e será lançado sexta-feira, 16, em São Paulo, o ex-presidente adianta o discurso político que será usado para seus seguidores, o do preso político, injustiçado, que um dia será absolvido pela história. 

++ Gleisi pede que Senado defenda julgamento da prisão em 2ª instância

“O preço que vai ser pago historicamente é a mentira contada agora”, diz Lula. “Eles querem prender? Prendam, paguem o preço”.

O livro da editora Boitempo é fruto de três entrevistas feitas pelos jornalistas Juca Kfouri, Ivana Jinkings, Gilberto Maringoni e Maria Inês Nassif em fevereiro deste ano. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.