Em leilão, os confetes do último baile da Ilha Fiscal

Confetes usados para recepcionar as damas no Baile da Ilha Fiscal, o último evento do Império, vão a leilão na Galeria Boulevard 1008, em Ipanema, dia 15. As bolinhas de lã coloridas, que lembram bolas de gude, foram recolhidas por uma convidada que ficou impressionada com a grandiosidade da festa e guardadas ao longo dos anos pela família. O lance mínimo para comprar o lote de oito confetes é de R$ 50. A dona dos confetes era Deolinda Andrade Bastos, sobrinha do ministro do Império José Clemente Pereira ? defensor da independência do Brasil e relator da representação a dom Pedro I para que ele permanecesse no País contra as ordens de Portugal para que retornasse à Europa. Rica proprietária de terrenos no centro da Cidade, Deolinda ficou encantada com a chuva de confetes com que foi recebida ao deixar as barcaças que transportavam passageiros do continente à Ilha Fiscal. Guardou as bolinhas numa delicada caixinha de galalite e deixou a relíquia para as filhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.