Em lançamento de programa, Campos prega ousadia

No lançamento do programa Conexão Cidadã, que vai levar telefonia e banda larga móveis para 125 vilas e distritos rurais de 88 municípios de Pernambuco, nesta sexta-feira (15), o governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB) pregou ousadia para a concretização de projetos e mudanças.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

15 de novembro de 2013 | 15h21

"Não é porque as coisas são difíceis que não ousamos, é porque não ousamos que as coisas se tornam difíceis", disse. "Isto aqui - referindo-se ao programa, um investimento de R$ 36 milhões - é prova de uma ousadia de quem não se conforma com uma situação de exclusão como a gente vê nos distritos e vilas do nosso Estado".

"Se fosse imaginar que o tradicional iria resolver isso aqui, não ia", disse, referindo-se ao programa, que será executado pela Telefônica Vivo, vencedora da licitação. "Íamos passar muitos anos vivendo situação efetivamente de apartheid, de exclusão", afirmou, ao frisar que "uma legião de pernambucanos que vivem nas vilas, distritos e povoados não podem ser largados no século 19, no século 20", sob o risco de aumento das desigualdades e acesso a oportunidades.

Nesta etapa do programa, 125 localidades contarão com o serviço até junho do próximo ano, uma população de 1,5 milhão de pessoas. Quinze delas receberão o serviço ainda em dezembro.

De acordo com o presidente nacional da Vivo, Antonio Carlos Valente, o Conexão Cidadã ofertará telefonia 3G para a região e vai incrementar a presença da empresa no estado. Presente em quase quatro mil municípios brasileiros, a Vivo oferece rede de terceira geração em 3,2 mil cidades. "Número maior do que a soma de todas as outras operadoras juntas, o que também está acontecendo no Nordeste, embora tenhamos sido os últimos a chegar".

Tudo o que sabemos sobre:
Eduardo CamposPernambuco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.