Em inauguração de obra, Lula pede voto em Marta

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva transformou ontem o evento de inauguração do prolongamento da Avenida Radial Leste, em São Paulo, numa festa de campanha à reeleição da prefeita Marta Suplicy (PT), sua colega de partido. Apesar de dizer que tomou a decisão de ?não participar das campanhas municipais porque um presidente tem de ter mais cuidado?, Lula pediu votos em Marta sem cerimônia: ?Se as pessoas querem continuar tendo progresso nas políticas sociais, não tem outro jeito: dia 3 de outubro, é votar na Marta Suplicy para continuar administrando São Paulo.?O discurso do presidente foi feito a cerca de 5 mil pessoas, a maioria cabos eleitorais a serviço de candidatos a vereador e da própria prefeita. Mesmo sem comparecer, já que a Justiça Eleitoral proíbe a presença de candidatos ao Executivo em inaugurações, Marta e suas realizações foram citados por todos que usaram o microfone. Tudo foi registrado pela equipe de Duda Mendonça, marqueteiro do PT, para ser levado ao ar nos programas de TV.Lula afirmou também que a prefeita é vítima de preconceito dos adversários. Para o presidente, uma mulher com sua capacidade administrativa incomoda. ?De vez em quando vejo na televisão as propagandas. Acho que uma pessoa pode gostar ou não da outra, mas acho que não dá para aceitar o preconceito que se joga contra a companheira Marta.?Tanto Lula quanto o vice-prefeito Hélio Bicudo, que também discursou, criticaram as limitações impostas pela Lei Eleitoral. ?Quem deveria estar aqui é a prefeita, que é proibida talvez por má interpretação da lei?, disse Bicudo. ?A lei é importante pois existe abuso, mas penso que é preciso ver o que é abuso e o que é a inauguração de uma coisa concreta?, afirmou Lula.Descontraído, o presidente contou histórias de sua infância para mostrar a importância do programa da Prefeitura de distribuição de uniformes escolares. ?Eu era conhecido como o menino da calça marrom?, afirmou ele, ao lembrar que só tinha uma calça.Além de classificar a candidata como a melhor prefeita que São Paulo já teve, Lula destacou as parcerias entre o governo federal e o município - a própria obra que estava sendo inaugurada recebeu verbas dos Ministérios das Cidades e da Integração Nacional. Aproveitou ainda para comparar os gastos de sua gestão em São Paulo aos do governo Fernando Henrique Cardoso, destacando que, desde que assumiu, a cidade vem recebendo mais recursos federais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.