Em Goiás, Lula elogia gestão do ministro Haddad

No 52º Congresso da UNE, ex-presidente destacou programas educacionais inaugurados em seu governo

Rubens Santos, da Agência Estado

14 de julho de 2011 | 17h02

GOIÂNIA - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou nesta quinta-feira, 14, a atuação do ministro Fernando Haddad, da Educação, que teria resultado em ampla evolução do setor de ensino no País, durante palestra no 52º Congresso Nacional da União dos Estudantes (UNE), em Goiânia (GO). Lula, que fez questão de ter Haddad ao seu lado - e o apresentou como representante da presidenta Dilma Rousseff no encontro -, disse que o esforço do ministro resultou em enormes benefícios.

"O Hadad vai entrar para história como o ministro que mais fez para a educação e para os estudantes do Brasil", disse, no Teatro Rio Vermelho do Centro de Convenções. Apesar dos elogios e aplausos, Haddad evitou dar entrevistas. De acordo com petistas goianos, ele "procura se calar" devido à indefinição do PT sobre a escolha de um candidato à Prefeitura de São Paulo.

Para o ex-presidente, Haddad desenvolveu um trabalho pertinaz junto aos alunos, professores e reitores das universidades. E abriu oportunidade a alunos carentes e sem acesso às universidades por meio de programas de financiamento, sem fiador, e de bolsas de estudos, como é o caso do Prouni.

"Nós queríamos mais gente em salas de aula", disse o ex-presidente. "Mas tem um tipo de gente que criticava dizendo: 'esse tal de Lula dando bolsa de estudo pra pobre?'". De acordo com o presidente, mais de um milhão de alunos foram beneficiados com o programa. Ele foi aplaudido por mais de dois mil estudantes que lotaram o auditório para ouvi-lo.

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãoGoiásLulaHaddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.