Em Fortaleza, Luizianne tenta convencer que não sai em 2010

No topo em todas as pesquisas de intenção de voto, a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), já não esconde a confiança de ser reeleita já no primeiro turno. A discussão na cidade agora é se ela cumpriria os quatro anos de mandato ou disputaria, em 2010, o governo do Estado ou uma vaga no Senado. "Como administradora, eu posso dizer que quero cumprir os quatro anos de governo. Para mim, é muito nobre receber do povo toda essa adesão. Por tudo isso, eu vou ficar os quatro anos como prefeita", garantiu a petista.Em 2004, Luizianne foi preterida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela Executiva Nacional do PT, que preferiram apoiar a candidatura de Inácio Arruda (PC do B). Desta vez, ela conta com todo apoio da cúpula nacional de seu partido que, além de emprestar o marqueteiro Duda Mendonça, enviou farto material publicitário e cinco ministros para reforçar a campanha em Fortaleza.O jingle Fortaleza não esquece não o que Luizianne fez por ela virou um hit na cidade. Com a ajuda dele, a ex-radical subiu rapidamente nas pesquisas. Antes do início do horário eleitoral no rádio e na TV, ela aparecia em segundo lugar, atrás do candidato Moroni Torgan (DEM). Agora, lidera isoladamente, segundo as últimas pesquisas. No Ibope do dia 4, tem 46%, seguida por Moroni Torgan (DEM), com 22% e Patrícia Saboya (PDT), com 17%.IMAGEMLuizianne garantiu a exclusividade do uso da imagem de Lula, cujo índice de popularidade no Nordeste passa dos 80%. Isso apesar de sua adversária Patrícia integrar a base aliada do governo. Em Fortaleza, a Justiça Eleitoral determinou que só candidatos do PT ou de partidos coligados podem usar a imagem do presidente.Até agora, porém, Lula ainda não apareceu pedindo votos para Luizianne. Ele não quer se indispor com o deputado federal Ciro Gomes (PSB), cotado para disputar a Presidência ou mesmo ser vice em 2010. Ciro apóia Patrícia, com quem foi casado e tem três filhos.Os adversários acusam Luizianne de fazer uma campanha mentirosa, mostrando uma cidade que só existe na televisão. Um dos pontos mais discutidos é o Hospital da Mulher, promessa feita na campanha de 2004 e cujas obras somente agora foram iniciadas.Atendendo ao pedido da coligação Fortaleza em Movimento, da candidata Patrícia Saboya, o juiz Carlos Rodrigues Feitosa, da 115ª Zona Eleitoral de Fortaleza, determinou que Luizianne apresentasse a cópia do processo administrativo no qual teria sido expedido o alvará autorizando a edificação do hospital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.