Em fita, subprocurador conversa com bicheiro sobre Waldomiro

A TV Globo divulgou na noite desta terça-feira uma fita de áudio que relata um encontro entre o bicheiro Carlinhos Cachoeira e o subprocurador da República José Roberto Santoro. Na fita o subprocurador marca um encontro com o bicheiro para tentar obter dele a fita de vídeo em que o ex-assessor da Casa Civil Waldomiro Diniz pede contribuição e propina a Cachoeira para campanhas eleitorais.No áudio, o subprocurador insiste que o conteúdo da fita original, gravada com os ex-assessor do ministro José Dirceu atingiria a Casa Civil. A TV informou que obteve a fita com um intermediário de Carlinhos Cachoeira. Segundo a reportagem, ela foi gravada numa madrugada do mês de fevereiro, no escritório de Santoro na Procuradoria Geral da República. No Congresso, cerca de 70 deputados deixaram o plenário e foram para o cafezinho da Câmara assistir à reportagem na televisão. Os parlamentares governistas criticaram a ação de Santoro enquanto os oposicionistas disseram não ter visto motivos para criticar o Ministério Público.O deputado Professor Luizinho (PT-SP), vice-líder do governo na Câmara, afirmou que o encontro foi uma armação que teve como objetivo desestabilizar o governo. "Um membro do Ministério Público acochando um agente do crime organizado, durante a madrugada, para, em um conluio, desestabilizar o governo", disse. Para o líder do PFL, deputado José Carlos Aleluia (BA), a reportagem "reacendeu" o caso Waldomiro. "O Ministério Público tem o dever de defender a sociedade e de ir atrás de quem acha que é desonesto. E, neste caso, acertou o alvo. Palmas para o Ministério Público", disse Aleluia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.