Em diplomação, Suplicy faz abaixo-assinado contra reajuste

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) deu início na manhã desta terça-feira, durante a cerimônia de diplomação do governador eleito José Serra (PSDB) e dos deputados e senador eleitos pelo Estado, ao recolhimento de assinaturas para um documento que ele pretende apresentar aos presidentes da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Ele pedirá a revisão da decisão que aumentou os salários dos congressistas em 90,7% e uma votação da proposta de aumento no plenário. De acordo com o senador, a iniciativa teve origem por conta da indignação da sociedade. "Estou sugerindo aos deputados federais, aproveitando a ocasião da nossa diplomação, que façamos um documento a ser apresentado os presidentes da Câmara e do Senado", disse Suplicy na sua chegada à Assembléia Legislativa de São Paulo, onde ocorre a cerimônia. Durante a manhã desta terça-feira, o senador buscou assinaturas no plenário da Assembléia. Entre os signatários do documento estão, entre outros, os deputados federais Clodovil Hernandez (PTC) e Ivan Valente (PSOL). A bancada do PSDB paulista informou que não vai aderir ao movimento proposto por Suplicy, por já ter decidido nesta segunda-feira se manifestar junto à liderança do partido na Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.