Em dia de votação de denúncia contra Temer, Esplanada segue ritmo normal

Não há registro de manifestação ao redor do Congresso enquanto plenário da Câmara debate denúncia contra Temer

André Borges, O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2017 | 10h56

BRASÍLIA – Em dia decisivo de votação pelo Congresso Nacional sobre o futuro da Presidência do Brasil, a Esplanada segue em ritmo normal, sem qualquer sinal de manifestantes. O que se vê na manhã desta quarta-feira, 2, no entorno do Congresso, são mobilizações de alguns poucos policiais e de carros de emissoras de TV, sem a necessidade de se fazer nenhum tipo de bloqueio no fluxo de quem passa pelo local.

Diferentemente do que se viu em outras datas de mobilizações e votações importantes em Brasília, a polícia sequer adotou a estratégia de espalhar alambrados de aço em volta do gramado do Congresso, como vinha fazendo em ocasiões de decisões como a desta quarta, quando se avalia a denúncia por corrupção passiva contra Michel Temer, o primeiro presidente da República a ser alvo de acusação formal por um crime comum durante o exercício do mandato.

As tradicionais concentrações de manifestantes nas proximidades da rodoviária e da Biblioteca Nacional também não deram sinais de mobilização até as 11h. Não há registros de bloqueios ou qualquer tipo de paralisação no entorno da capital federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.