Em cúpula da Unasul, Lula destaca desenvolvimento sustentável

Presidente ressaltou a importância de ampliação da integração energética e comercial entre os países da região

Nélia Marquez e Denise Chrispim Marin , Agencia Estado

23 de maio de 2008 | 11h40

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou o seu discurso na abertura da Reunião Extraordinária de Chefes de Estado e de Governo da União Sul-Americana de Nações (Unasul), que se realiza hoje em Brasília, ressaltando o fato de todos os presidentes terem sido eleitos em pleitos democráticos com participação popular. Ele destacou a importância de desenvolvimento em bases sustentáveis e ressaltou a importância de ampliação da integração entre os países, sobretudo nas áreas de infra-estrutura, energética e comercial.  Veja também: Para Jobim, conselho de defesa pode funcionar sem Colômbia Governos da Unasul são todos de esquerda, diz ChávezO presidente afirmou também estar convencido da necessidade de aumentar a integração na área da defesa e que, por isso, recomendou a seu ministro de Defesa, Nelson Jobim, que realizasse consultas para a formação do conselho sul-americano de defesa. Ponderou, porém, que essa posição de defesa deve ser baseada em princípios comuns, como o respeito a soberania. Ao abrir oficialmente o evento, pouco depois das 11 horas, Lula saudou o presidente do Peru, Alan García, que faz aniversário hoje. Também acrescentou que hoje ele completa 34 anos de casado. Falta de luz A reunião sofreu interrupções em razão de freqüentes apagões. Por volta do meio-dia, a energia funcionava de modo parcial no prédio do Centro de Convenções Ulysses Guimarães,. O primeiro apagão ocorreu no momento em que o presidente da Bolívia, Evo Morales, fazia seu discurso.Naquele momento, fotógrafos presentes escutaram o presidente da Venezuela, Hugo Chávez comentar, em tom de brincadeira: "Isso foi o Bush", referindo-se ao presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. Além dessa, houve ainda outras duas interrupções no fornecimento de energia e na rede de internet.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.