Christina Rufato / Estadão
Christina Rufato / Estadão

Em convenção municipal do PSDB, Doria e Alckmin falam em 'unidade'

Prefeito e governador gravaram um vídeo; nenhum líder tucano discursou no evento partidário

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

29 de outubro de 2017 | 16h17

Adversários na disputa interna que vai decidir o candidato do PSDB à Presidência em 2018, o governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria adotaram um discurso de unidade durante a convenção municipal do partido, em São Paulo, realizada neste domingo, 29.

“Essa é uma convenção da união. União na cidade de São Paulo, união no Estado, união nacional. O PSDB unido vai marchar na cidade, no Estado e no Brasil para defender os brasileiros, defender o emprego, defender o desenvolvimento econômico. E nisso o governador Geraldo Akckmin e eu estaremos unidos ao lado de todos do PSDB”, disse Doria.

O prefeito e o governador não discursaram nem deram entrevistas. Eles gravaram um vídeo curto ao lado do vice-prefeito, Bruno Covas, na garagem da Câmara Municipal, pouco antes de deixarem a convenção. “Vamos buscar um bom entendimento, estar unidos para servir ao Brasil. Temos grandes desafios, reformas para retomar o crescimento, o que interessa é emprego, renda, qualidade de vida para a população”, disse Alckmin.

O silêncio dos principais líderes do PSDB paulista frustrou parte dos militantes que participaram da convenção. Além deles, o senador José Serra e o ministro das Relações Exteriores, Aloizio Nunes Ferreira, também estiveram no local. Eles também não deram declarações. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.