Em contraponto a Lula, líder do governo diz que prévias estão no estatuto do PT

Cândido Vaccarezza afirmou que é cedo para definir o nome para a sucessão da Prefeitura de SP

Gustavo Uribe, da Agência Estado

25 de julho de 2011 | 14h22

Em um contraponto à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que o PT não realize prévias nas eleições municipais de 2012, o líder do governo federal na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), lembrou nesta segunda-feira, 25, que o estatuto do PT prevê a realização de consulta primária quando a legenda tiver mais de um nome para uma disputa eleitoral. O deputado federal disse que Lula tem agido em busca de uma "melhor solução" ao pregar que a sigla chegue a um acordo na escolha das candidaturas, mas destacou que o ex-presidente já disputou prévias em 2002, para a definição do candidato do PT à sucessão ao Palácio do Planalto. Na época, o senador Eduardo Suplicy (SP) insistiu na realização da consulta partidária.

"As prévias fazem parte do estatuto. Se tiver dois candidatos, o estatuto define que vão ter prévias", destacou o deputado federal, após participar de seminário na capital paulista. "O Lula está defendendo uma melhor solução para o partido, que seria nós chegarmos a um acordo. Mas ele mesmo já disputou prévias, quando foi candidato a presidente. Nosso estatuto obriga a ter prévias", afirmou. O parlamentar salientou que ainda é cedo para definir o nome do PT para a sucessão da Prefeitura de São Paulo, no ano que vem.

O ex-presidente é contra a realização de prévias e já trabalha para evitá-las na escolha dos candidatos petistas nas disputas municipais. Lula avalia que o modelo com voto dos filiados deixa sequelas na disputa e mais atrapalha do que ajuda. Em viagens, o ex-presidente já articula alianças de outras siglas com o PT. Em São Paulo, o petista defende a candidatura do ministro da Educação, Fernando Haddad, mas encontra resistência em algumas alas do partido, que pregam a candidatura da senadora Marta Suplicy.

Tudo o que sabemos sobre:
VaccarezzaeleiçõesLulaPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.