Em clima de otimismo, Serra visita Sul de MG com Aécio e Anastasia

O ânimo se devia à 'virada' de Anastásia nas pesquisas

João Carlos de Faria, de O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2010 | 19h19

ITAJUBÁ, MG - O presidenciável tucano José Serra visitou nessa segunda-feira, 30, duas cidades do sul de Minas, acompanhado do candidato ao Senado e ex-governador mineiro Aécio Neves e do governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição. O clima na comitiva do PSDB foi de otimismo, desde a hora que desembarcou em Varginha, no sul do Estado, a 250 km de Belo Horizonte, e depois em Itajubá.

 

O ânimo se devia à "virada" de Anastásia nas pesquisas. De acordo com a última pesquisa do Ibope, divulgada no final de semana, ele já ultrapassou Hélio Costa, embora esteja empatado tecnicamente com o peemedebista. O atual governador tem 35%, e Hélio Costa, 33%; anteriormente, ele aparecia com 27% contra 38% de Costa.

 

Em Varginha, Serra afirmou que é possível reverter o quadro, que aponta vitória de Dilma Roussef (PT), já no primeiro turno. "Um mês é muito tempo para o povo decidir", afirmou, classificando a situação como uma "batalha nacional dura e difícil". Aécio Neves disse que Serra precisa de uma comunicação "mais ousada".

 

Depois de percorrer parte da cidade em carro aberto, Serra seguiu para Itajubá, onde chegou por volta das 16h45. O tucano desembarcou e visitou as instalações da Helibrás - fabricante de helicópteros - e depois seguiu em carreata até o centro da cidade.

 

Acompanhado de cerca de 15 prefeitos da região, além de candidatos e outras lideranças, Serra fez uma caminhada pela rua Coronel Carneiro Junior até a praça Teodomiro Santiago, no centro comercial da cidade.

 

Rodeado de eleitores, ele falou com os comerciantes e foi cumprimentado, principalmente por conta da presença de Aécio Neves. "Eu Aécio e por isso sou Serra e sou Anastásia. Sou PSDB", disse, entusiasmado o balconista Hélio Santos.

 

Um rápido discurso marcou a passagem da comitiva pela cidade, que não durou mais que um a hora. "Estamos animados com essa subida e vamos trabalhar para que Serra também dê uma virada aqui em Minas", afirmou o governador Antonio Anastasia.

 

O mesmo tom foi seguido por Aécio Neves e Serra. "Anastasia já virou em Minas e também vamos virar no Brasil. Vamos trabalhar de mangas arregaçadas para isso. Faltam 30 dias e há tempo de bater de porta em porta para fazer Serra presidente", gritou Aécio no palanque improvisado.

 

Serra agradeceu a acolhida, que foi "animadora", segundo suas palavras iniciais e prometeu expandir as universidades e fortalecer Itajubá como polo de tecnologia. "Essa é uma região de vanguarda. Vamos fazer uma parceria conforme não ocorre há décadas", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.