Em clima de campanha, Lula vai a inauguração no Rio

Em clima aberto de campanha eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou da inauguração de uma clínica construída pela prefeitura do Rio de Janeiro em Del Castilho, na zona norte da cidade. Lula elogiou a gestão do prefeito Eduardo Paes (PMDB), pré-candidato à reeleição em 2012, e destacou a importância da parceria entre o município e o governo federal.

BRUNO BOGHOSSIAN E PEDRO DANTAS, Agência Estado

28 de julho de 2011 | 19h36

"Valeu a pena, em 2008, a gente eleger esse moço (Paes) prefeito dessa cidade. Eu tinha vivido como presidente com outro prefeito e eu sei quanto prejuízo vocês tiveram pelo fato de o prefeito daquela época não querer conversar com o presidente da República", afirmou Lula, referindo-se ao ex-prefeito Cesar Maia (DEM). Um de seus filhos, o deputado federal Rodrigo Maia, é pré-candidato de oposição à reeleição de Paes.

Lula foi recebido como chefe de Estado e aplaudido por uma claque transportada em dezenas de ônibus pela prefeitura do Rio. Parte do público era moradora de bairros como Madureira, Jacarepaguá e Cascadura - distantes até 15 quilômetros da clínica - e recebeu sanduíches e frutas como lanche. Agentes municipais de saúde relataram que foram orientados por seus superiores a participar do evento. A prefeitura alegou que o público transportado nos ônibus era formado por alunos de um programa de atividade física para a terceira idade, que também passaria a funcionar em Del Castilho.

Em discurso de cerca de dez minutos, Lula elogiou a política de saúde de Paes e defendeu a estrutura das clínicas, cujas paredes são parcialmente metálicas e criticadas por apresentar um custo maior que as construções de alvenaria. No palanque, o ex-presidente disse que está "desaprendendo a usar microfone" e voltou a afirmar que os governos devem priorizar a população de baixa renda. "Todo mundo que é eleito, é pra cuidar da parte mais pobre da população. O rico não precisa de governo", declarou.

Um dos principais cabos eleitorais de Paes, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB), fez coro com o presidente na defesa do governo municipal, ao dizer que "o Rio tem o prefeito mais trabalhador e mais competente de sua história". Cabral também aproveitou o palanque para citar o vice-governador Luiz Fernando Pezão, desconhecido de boa parte do eleitorado fluminense e provável candidato à sua sucessão em 2014.

Durante a visita ao Rio, Lula também visitou o Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu, em Paraíba do Sul, no Sul Fluminense. Inaugurado há pouco mais de um ano, a unidade foi batizada em homenagem à mãe de Lula. O ex-presidente voltou a criticar a imprensa, ao dizer que as boas conquistas dos governos não aparecem na mídia e incentivou o governador Sérgio Cabral a investir em propaganda.

Tudo o que sabemos sobre:
LulainauguraçãoclínicaRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.