Em carta, Lula diz que Mercadante é 'imprescindível'

Em carta encaminhada ao senador Aloizio Mercadante (PT-SP), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva diz que o parlamentar é "imprescindível" para a liderança do partido no Senado. O presidente afirma que é "legítimo" que Mercadante defenda sua posição no Conselho de Ética, mas que não pode "concordar com sua renúncia da liderança da bancada do PT". Hoje pela manhã, Mercadante informou em discurso no plenário do Senado que, diferentemente do que havia anunciado, não deixará a liderança da legenda.

CAROL PIRES, Agencia Estado

21 de agosto de 2009 | 12h55

"Dificuldades e divergências fazem parte dessa caminhada, mas são menores do que ela. Em nome dessa história e dessa caminhada, fique na liderança", pede o presidente, na carta. "Não tem sido fácil construir alianças e aprovar projetos tão relevantes ao nosso governo para superarmos a grave crise da economia internacional, como estamos superando, distribuir renda, implantar novas políticas públicas e melhorar a vida do nosso povo. Todo esse processo depende do Senado. Você tem contribuído decisivamente e sua liderança é fundamental para as nossas lutas no Senado."

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoPTAloizio MercadanteLulacarta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.