Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Em carta, bancada do PT pede moderação a Heloísa Helena

Irritada com as declarações da senadora Heloísa Helena (PT-AL), que comparou a estratégia de convencimento do governo à mesma tática usada no regime nazista, a bancada do PT decidiu enquadrá-la. Em carta, que o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) está coletando assinaturas, a bancada pede à senadora moderação e que suas críticas sejam feitas internamente. Na quinta-feira passada, Heloísa Helena voltou a criticar o governo no Congresso durante encontro com um grupo de alunos do primeiro ano do segundo grau de uma escola de Campinas (SP), quando disse que os defensores da cobrança dos inativos usavam a mesma tática de Joseph Goebbels, ministro da propaganda o regime nazista. A matéria foi publicada pelo jornal O Estado de São Paulo e os senadores consideraram grave a comparação. "É um puxão de orelha", comentou o senador Roberto Saturnino (PT-RJ). "O pedido de moderação é importante até mesmo para a construção de uma alternativa negociada para Heloísa", observou o senador Paulo Paim (PT-RS). A última manifestação em favor de Heloísa Helena provocou uma grave crise na bancada com a ameaça de renúncia do líder Tião Viana (PT-AC). Um grupo de oito senadores solidarizou-se com a colega, assinando um documento sem consultar previamente o líder. Desta vez, porém, a bancada mudou o tom.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.