Em campanha na rede, MP faz 'tuitaço' contra PEC 37

O Ministério Público de São Paulo organizou uma manifestação no Twitter, nesta segunda-feira, em protesto contra a Proposta de Emenda Constitucional 37 (PEC), que assegura às polícias a exclusividade de investigações criminais. Para o órgão, o projeto enfraquece o MP.

AE, Agência Estado

22 Abril 2013 | 20h54

Entre às 15h e 17h, internautas usaram a hashtag #NAOPEC37 para manifestar apoio à causa. "Impunidade não! MP com poder de investigação!", foram alguns dos posts usados pelos internautas. Durante o período, o termo ficou entre os dez assuntos mais comentados do site.

O ato faz parte da campanha nacional promovida pelo órgão na tentativa de fazer o Congresso rejeitar a proposta. O MP-SP também criou um abaixo-assinado na internet, apoiado até o momento por 194.559 pessoas. Os organizadores querem atingir 200 mil signatários. "A Constituição Federal permite que o Ministério Público investigue, assim também o fazem outras leis como, a Legislação Eleitoral, o Estatuto da Criança e do Adolescente e o Estatuto do Idoso. O STF já proclamou que o MP também deve investigar", diz o texto da petição online.

Na quarta-feira, 24, está previsto um ato público em Brasília para entregar as petições públicas organizadas no País ao presidente da Câmara dos Deputados, o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Mais conteúdo sobre:
MP PEC 37 twitter

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.