Em campanha, Aécio almoça com lideranças

Para garantir não apenas avitória do deputado Aécio Neves (PSDB-MG) para a presidência da Câmara dos Deputados,mas também os cargos chaves da Mesa Diretora da Casa, o PSDB, o PMDB e o PTB acabamde formar um grande bloco parlamentar. " Com este bloco garantimos ampla maioriaparlamentar. Acredito que o bloco não deva se sustentar por muito tempo, mas seránecessário no momento para sepultar qualquer tentativa de cooptação de parlamentarespara outras candidaturas", disse Aécio, numa referencia direta ao PFL, seu maioradversário nessas eleições. Para selar o apoio da bancada paulista à sua candidatura, o deputado mineiro reuniuna tarde de hoje num almoço em São Paulo parlamentares de vários partidos. O encontroreuniu lideranças do PSDB, PPS, PSB, PTB, o secretário municipal de governo, RuiFalcão (PT), que dividiu a mesma mesa com o ex-secretário de governo de Celso Pitta,Arnaldo Faria de Sá, o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, aex-prefeita Luiza Erundina (PSB), o secretário de Ciência e Tecnologia de São Paulo,José Anival (PSDB), o presidente da Assembléia Legislativa, Vanderlei Macris (PSDB)eo ex-governador de São Paulo, Luiz Antonio Fleury Filho, atual secretário geral doPTB, entre outros. Convicto da vitória, Aécio Neves disse que vai resgatar a imagem de credibilidadeque o Legislativo precisa ter. " É preciso que as pessoas vejam o Congresso como umainstituição", reiterou. O deputado do PSDB disse que nessas eleições para presidenciada Câmara não haverá interferencias externas. " Este é um dos grandes diferenciais". Ao falar do adversário pefelista, Inocêncio Oliveira, o deputado Aécio Neves voltoua dizer que o PFL não angariou nessas eleições qualquer apoio institucional. Elembrou: " com a formação do bloco PMDB, PSDB e PTB, o PFL sabe que somos a maiorbancada na Câmara dos Deputados". Mesmo com a grande margem de vantagem em relação ao adversário do PFL, Aéciocontinua em busca de novos apoios. Hoje à tarde, ele se reúne com a prefeita de SãoPaulo Marta Suplicy (PT). " O apoio do PT é fundamental, mas não vou pedir nada àprefeita". O deputado do PSDB acredita que, hoje, sua vantagem em relação a InocêncioOliveira é de cerca de 150 votos. " Vou ganhar no primeiro turno", avisa. Antes de visitar a prefeita Marta Suplicy, Aécio se encontra com o governadorinterino de São Paulo, Geraldo Alckmin no Palácio dos Bandeirantes. No final datarde, o deputado fará ainda uma visita à Assembléia Legislativa de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.