Marcos Corrêa/PR
Marcos Corrêa/PR

Em Cabo Verde, Temer anuncia cooperação entre EBC e TVs públicas

Pelo acordo, a EBC vai receber conteúdo dos Estados membros da comunidade da CPLP e vai ceder conteúdo sem custos

O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2018 | 10h05

O presidente Michel Temer participou nesta quarta-feira, 18, pela manhã, na Ilha do Sal, em Cabo Verde, da reunião de chefes de Estado e de governo da Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP) e da reunião da sessão plenária da Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP.

Na terça, na abertura oficial da conferência, Temer anunciou a liberação de 30 horas de conteúdo audiovisual da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) para as TVs públicas dos países dessa comunidade. Pelo acordo, a EBC vai receber também conteúdo dos Estados membros da comunidade da CPLP. O acordo prevê a cessão de conteúdo sem custos.

De acordo com informações da Agência Brasil, antes da abertura dessa conferência, Temer se reuniu com o presidente de Cabo Verde, Jorge Fonseca, e abordou o caso dos três brasileiros presos naquele país por tráfico de drogas. “Tomei todas as cautelas diplomáticas no sentido de dizer que é uma questão de soberania do Estado caboverdiano. Mas o Brasil tem o dever, como está acontecendo com os trabalhos diplomáticos, de patrocinar a defesa desses brasileiros, sem entrar no mérito. Fiz o apelo para dizer que estamos preocupados com isso, os familiares estão por aqui”, destacou Temer.

Durante a abertura da conferência, Temer passou a presidência da CPLP para Cabo Verde. A presidência do Brasil na CPLP começou em 1º de novembro de 2016, com o tema “A CPLP e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”. Ainda de acordo com informações da Agência Brasil, Temer disse que seu objetivo como presidente da CPLP no período 2016 - 2018, foi o de aproximar a agenda desta comunidade à da Organização das Nações Unidas (ONU).

"Muitas foram as conquistas de nossos países através dos anos. Mas muito ainda são os desafios do desenvolvimento que compartilhamos. É natural que somemos todos os esforços na busca de soluções”, frisou o presidente da República. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.