Em Bruxelas, Lula tenta ampliar comércio com Bélgica

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está em Bruxelas, na Bélgica, onde jantou ontem com o primeiro-ministro, Herman Van Rompuy. Agora pela manhã, Lula visitou os presidentes da Câmara e do Senado belgas, Patrick Dewael e Armand de Decker. Depois, o presidente brasileiro foi recebido pelo rei Alberto II.

NERI VITOR EICH, Agencia Estado

05 de outubro de 2009 | 09h07

Às 17 horas (12 horas em Brasília), Lula vai à sessão de encerramento do seminário "Brasil e Bélgica: Novas Fronteiras para Negócios". A corrente de comércio entre os dois países está em torno de US$ 6 bilhões, e o presidente, de acordo com o porta-voz Marcelo Baumbach, quer "contribuir para ampliar o fluxo bilateral de comércio".

Baumbach informou que Lula assinará com as autoridades belgas um total de oito atos, entre eles um acordo sobre Previdência Social, um protocolo de intenções entre a Agência Espacial Brasileira e o Centro Espacial de Liège e um memorando de entendimentos sobre cooperação na área de logística portuária.

O presidente parte à noite para Estocolmo (Suécia), onde participa amanhã da 3ª Cúpula Brasil-União Europeia.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaBruxelasreicomércio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.