Em Brasília, Vem Pra Rua protesta contra Lula e a favor de renovação política

Com ajuda de voluntários, movimento escreveu a frase “Lula na cadeia” no gramado em frente ao Congresso Nacional

Fabrício de Castro e André Dusek, O Estado de S.Paulo

27 Agosto 2017 | 13h21

BRASÍLIA – O movimento Vem Pra Rua realizou no fim da manhã de hoje, em Brasília, um ato contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e em defesa da renovação política. Com a ajuda de voluntários, o movimento escreveu a frase “Lula na cadeia” no gramado em frente ao Congresso Nacional. Juntas, as pessoas formaram cada uma das letras da frase no gramado. 

De acordo com a organização, cerca de 360 pessoas participaram do ato. A Política Militar, no entanto, calculou a presença de 200 pessoas. Além da frase, os organizadores fizeram no local um cemitério com cruzes, com os nomes de vários políticos, como Lula e o senador Renan Calheiros (PMDB-AL). 

O Vem Pra Rua informou que o ato tinha como objetivo “deixar claro a vontade do povo brasileiro pelo fim da impunidade, com a prisão de todos os corruptos condenados, e a favor da renovação política em 2018”. 

Durante o ato, o cientista social venezuelano Roderick Navarro, do movimento de direita Rumbo Libertad, de Caracas, também discursou contra o presidente Nicolás Maduro. Ele está no Brasil para denunciar o atual governo da Venezuela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.