Em Brasília, Stédile defende presidente do Incra

Em palestra aos participantes da Conferência Nacional Terra e Água, em Brasília, o dirigente do MST João Pedro Stédile defendeu o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) , Rolf Hackbart, criticado por ter feito, na terça-feira, associação entre dois empresários do setor de agribusiness e assassinatos de agricultores sem terra. Stédile perguntou à platéia: "O Rolf disse alguma bobagem ontem? Qual a verdade que ele falou ontem?" E ele mesmo respondeu: "É que ele vinculou a (dificuldade de realização da) reforma agrária ao novo modelo econômico".Na mesma palestra, João Pedro Stédile criticou o presidente Lula e os ministros Antonio Palocci, da Fazenda, Roberto Rodrigues, da Agricultura, e Luiz Fernando Furlan, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. "Somos amigos, mas nós não somos burros, nós elegemos o presidente para mudar o modelo neoliberal, e até agora nada mudou", declarou.Nesta quinta-feira, participantes da Conferência Nacional Terra e Água farão uma marcha até o Banco Central (BC) pedindo mudança da política econômica e demissão do presidente do BC, Henrique Meirelles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.