Em Alagoas, deputado leva oito tiros e sobrevive

O deputado estadual Cícero Ferro (PMDB) sobreviveu a um atentado em Minador do Negrão, a 180 quilômetros de Maceió, após levar oito tiros, no sábado pela manhã. O principal suspeito do crime é José Nilton Cardoso Ferro, adversário político e primo do deputado. Segundo a polícia, Nilton contou com a participação de três filhos e um sobrinho. A Polícia Federal e as polícias da Bahia, Sergipe e Pernambuco estão na busca dos criminosos. O deputado sofreu a emboscada quando estava em um carro, no centro da cidade, se dirigindo para sua chácara, na zona rural. O primo dele, José Maria Ferro, que dirigia o carro, também foi alvejado. Os dois estão internados no hospital Memorial Arthur Ramos, em Maceió. O estado de saúde deles é estável.Hoje, o governador em exercício, Luís Abílio de Souza, esteve no hospital e prometeu prender os autores do atentado. Para ele, o fato é um caso isolado, uma disputa entre parentes, e "não pode servir de amostra do que serão as eleições deste ano em Alagoas". "Já realizamos eleições seguras, em 2000 e 2002, portanto, não será este ano que iremos retroceder", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.