Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Em aceno a base evangélica, Bolsonaro participa de culto com Michelle e Onyx

Presidente agradeceu as orações feitas pelos fiéis enquanto esteve internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, no começo desta semana, com um quadro de obstrução intestinal

Iander Porcella, O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2022 | 22h22

BRASÍLIA - Em um aceno à comunidade evangélica, uma de suas principais bases eleitorais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) participou na noite desta sexta-feira, 7, da Solenidade de Celebração Profética na Arena Hall Sara Nossa Terra, em Brasília.

“Eu quero agradecer a Deus pela minha vida”, afirmou o chefe do Executivo, durante o culto, sem máscara de proteção. Bolsonaro também agradeceu as orações feitas pelos fiéis enquanto esteve internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, no começo desta semana, com um quadro de obstrução intestinal.

O presidente estava acompanhado da primeira-dama Michelle e do ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, que também não usavam máscaras.

No dia 16 de dezembro, Bolsonaro havia participado de um culto na Assembleia de Deus, também em Brasília, em ação de graças pela posse de André Mendonça como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). A indicação do ex-advogado-geral da União e ex-ministro da Justiça “terrivelmente evangélico” à Corte foi uma promessa de Bolsonaro à sua base religiosa.

Na ocasião, o chefe do Executivo disse que sentia gratidão por Mendonça. "Sinto nele uma coisa que escapa pelas mãos de alguns, a gratidão", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.