Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Elito: País não tem acordo para troca de dados sigilosos

O Brasil não tem cooperação com outros países para troca de informações sigilosas, afirmou nesta quarta-feira o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, general José Elito, em depoimento à Comissão de Relações Exteriores do Senado. Elito reafirmou os termos da nota divulgada mais cedo pelo governo, de acordo com a qual a administração federal não autorizou nem tinha conhecimento da suposta espionagem dos Estados Unidos e que eventual participação de cidadão, empresa ou instituição brasileiros em tais atividades é crime.

LU AIKO OTTA, Agência Estado

10 de julho de 2013 | 17h02

Ele afirmou que há, sim, agentes de inteligência de outros países atuando no País, assim como o Brasil também mantém funcionários dessa área em representações no exterior, mas não com o objetivo de espionar. Elito afirmou que o GSI tem uma coordenação de segurança de informações e comunicações, destinada a proteger os órgãos da administração pública. "Neste momento, há um ministério sofrendo ataque de hackers", disse. O ministro do GSI da Presidência da República acrescentou que esse é um evento rotineiro, que não afeta o funcionamento da gestão federal.

Tudo o que sabemos sobre:
EspionagemaudiênciaGSI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.