Eleitores têm até 26 de abril para regularizar título

Os 1.896.813 eleitores que não votaram nem justificaram ausência nas três últimas eleições consecutivas podem ter seus títulos eleitorais cancelados, caso não regularizem a sua situação até o dia 26 de abril, segundo informa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As três últimas eleições foram o referendo do desarmamento, realizado em outubro de 2005, e os dos dois turnos do último pleito, em 2006 - cada turno é considerado uma eleição.Quem não comparecer ao cartório até a data prevista para comprovar o exercício do voto, o pagamento da multa correspondente (entre R$1,06 e R$ 3,51) ou a justificação da ausência terá sua inscrição cancelada automaticamente. O eleitor pode consultar o título no site do TSE. São Paulo O Estado de São Paulo concentra o maior número de eleitores com o título em risco: 381.655. Em segundo lugar, está Minas Gerais, com 217.053 eleitores, e, em terceiro, o Estado do Rio de Janeiro, com 160.011. O Estado com o menor número de inadimplentes é Roraima (7.044), seguido pelo Acre (9.252) e pelo Amapá (9.757). Já no exterior, 5.744 eleitores podem ter seus títulos cancelados. SançõesAlém do risco de perder o título, o eleitor faltoso está sujeito a outras penalidades, como não poder tirar documentos de identidade ou passaporte, renovar matrícula em estabelecimento de ensino público, inscrever-se em concurso público, participar de concorrências em órgãos públicos, praticar qualquer ato que exija quitação do serviço militar ou imposto de renda, e, se for servidor público, não recebe sequer o salário correspondente ao segundo mês subseqüente ao da eleição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.