Eleitores de cinco cidades voltam às urnas domingo

Eleitores de cinco cidades brasileiras, duas no Estado de São Paulo, voltam às urnas neste domingo, 2, para escolher novamente os prefeitos. Os candidatos eleitos em outubro de 2012 tiveram a candidatura impugnada com base na Lei da Ficha Limpa ou foram cassados por irregularidades eleitorais. Foram convocados para as novas eleições 67,8 mil eleitores inscritos nessas localidades. Em São Paulo, os 10.237 eleitores de Cananeia, no litoral sul, e outros 8.476 de General Salgado, na região noroeste, terão de votar outra vez.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

31 de maio de 2013 | 14h37

Na cidade do litoral, o prefeito eleito Adriano César Dias (PSDB) perdeu o mandato por responder a processo administrativo. Três candidatos concorrem ao posto: Cláudia Terezinha Oliveira Rosa (PSD), Pedro Ferreira Dias, o Pedrinho (PV) e Robson da Silva Leonel (PT). Em General Salgado, o eleito David Martins Rodrigues (DEM) foi impugnado com base na ficha limpa. Quatro candidatos - Adriano Eugênio Barbosa (PSDB), Emanuel Ribeiro Dezidério (PRB), Leandro Rogério de Oliveira (PR) e Luciana Dias Rodrigues (PPS) - estão na disputa.

Em Primavera, no sertão de Pernambuco, o prefeito eleito Rômulo César Peixoto (PRTB) perdeu o cargo por compra de votos e o segundo colocado, Jadeíldo Gouveia (PR), chegou a assumir, mas foi enquadrado na ficha limpa. Os 10.238 eleitores escolherão entre quatro candidatos: Fernando Dentista (PDT), Tânia de Souza Barros, a Dra. Tânia (PSC), Jadeíldo Gouveia da Silva (PR) e Severina Peixoto, a Naza Pão com Ovo (PRTB). Em Santa Maria da Boa Vista, também em Pernambuco, os candidatos Antônio Pereira de Souza (PV), Eliane da Costa Gomes (PSL), Jetro do Nascimento Gomes (PSB) e Paulo Jorge da Silva Pontes (PRP) disputam votos de 27.274 eleitores. O eleito Jetro Gomes (PSB) é acusado de abuso do poder econômico e político.

Os 11.498 eleitores de Simões, no Piauí, escolhem entre Maria Adelaide Moura de Carvalho (PRTB) e Francisco Donizete Pereira (DEM), já que o eleito Edilberto Abdias de Carvalho foi barrado por tentar um terceiro mandato. Este ano, já ocorreram novas eleições em 27 cidades de 11 Estados. Em mais 13 municípios há eleições marcadas para os meses de julho e agosto. Os prefeitos cassados que deram causa às novas eleições terão de arcar com as despesas eleitorais, conforme decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesprefeitos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.