Eleitor volta às urnas amanhã em 4 Estados

Haverá eleições em sete municípios; Maranhão terá até tropas federais

Daniel Galvão, O Estadao de S.Paulo

27 de fevereiro de 2009 | 00h00

Sete municípios brasileiros escolherão amanhã seus novos prefeitos. Uma nova eleição está agendada em quatro cidades do Maranhão - Vila Nova dos Martírios, Bacabeira, Centro Novo do Maranhão e Amarante do Maranhão. Já em Santa Catarina, votarão os eleitores de Braço do Norte, no sul do Estado. Em Roraima, a lista inclui Amajari e, no Rio Grande do Norte, haverá pleito em Patu. Em Centro Novo do Maranhão (MA), o candidato a prefeito Domício Gonçalves da Silva (PRB) teve o registro indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por ter assumido a prefeitura como vice, por 60 dias, nos seis meses que antecederam a eleição de 2004. Significaria um terceiro mandato se tomasse posse este ano.Já em Amarante do Maranhão (MA), o novo pleito será realizado por causa do indeferimento do registro do vencedor Gildásio Chaves Ribeiro (PDT), que teve rejeitadas as contas quando prefeito de Fortaleza dos Nogueiras, no sul maranhense, pelo Tribunal de Contas da União (TCU).O TSE também negou a candidatura de João Moreira Pinto (PR) em Vila Nova dos Martírios (MA), em razão da desaprovação das contas dele pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), no período de 1999 a 2004, quando era prefeito.Em Bacabeira (MA), foi recusado o registro de candidato a vice-prefeito a Martinho Castro Ducarmo Ferreira (PR), que teve as contas desaprovadas quando presidente da Câmara Municipal. A decisão afetou também o candidato a prefeito José Venâncio Correa Filho (DEM), uma vez que a chapa é indivisível.Em Braço do Norte (SC), o TSE indeferiu a candidatura de Ademir da Silva Matos (PMDB)por sentença transitada em julgado de apropriação de bens e verbas públicas. Em Amajari (RR), o candidato Hugo Cabral de Macedo Filho (PDT) foi presidente da Câmara Municipal e teve as contas relativas a esse período rejeitadas pelo TCE.Em Patu (RN), o TSE negou mandado de segurança do PMDB para barrar a nova eleição. O candidato mais votado na cidade, Ednardo Moura (PSB), teve registro negado porque as contas da época em que foi prefeito, de 1997 a 2000, foram desaprovadas pelo TCU.TROPAS Até ontem, o TSE já havia autorizado o envio de força federal a pelo menos dois municípios, para garantir a segurança da nova eleição - Centro Novo do Maranhão e Amarante do Maranhão. Nos dois casos, a decisão foi tomada após pedido da presidente em exercício do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no Estado, Nelma Sarney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.