Eleitor tem até 3 de maio para regularizar situação

Termina no dia 3 de maio o prazo para requerer inscrição eleitoral para as eleições gerais de outubro, que vão eleger o presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais. De acordo com o calendário elaborado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 3 de maio também será o último dia para solicitar transferência de domicílio e para o eleitor que mudou de residência dentro do município pedir alteração no seu título.O voto é obrigatório para os maiores de 18 anos e facultativo para os analfabetos, os maiores de 70 anos e os maiores de 16 e menores de 18 anos. Para obter o título, é preciso que o interessado compareça ao cartório eleitoral da localidade onde reside e preencha o requerimento de alistamento eleitoral. A inscrição eleitoral é gratuita.Para retirar o titulo de eleitor, é necessário apresentar documento que comprove a sua identidade, como carteira de identidade, certidão de nascimento ou passaporte. O brasileiro que deixar de se alistar sofrerá as sanções previstas em lei.O eleitor que estiver com o título cancelado ou suspenso e não comparecer a um cartório para obter as informações sobre como regularizar sua situação não poderá votar nestas eleições, pois seu nome não irá constar da folha de votação de sua seção eleitoral nem da urna eletrônica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.