Eleitor de Osasco acha justa condenação de João Paulo

A condenação do deputado João Paulo Cunha (PT) por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro no julgamento do mensalão foi considerada justa por 77% dos eleitores de Osasco, aponta pesquisa Ibope divulgada segunda-feira (17). Após o revés, João Paulo renunciou à disputa da prefeitura local, cuja administração de Emídio de Souza (PT) tem 55% de desaprovação.

FELIPE FRAZÃO, Agência Estado

19 de setembro de 2012 | 09h58

Substituto de João Paulo, Jorge Lapas (PT) estreia em eleições e está em 2º lugar, com 12% das intenções de voto e rejeição de 30% - empatado tecnicamente com Osvaldo Vergínio (PSD), que tem 13% de intenção de voto e a mesma rejeição.

Para ajudar Lapas, o ex-presidente Lula foi à TV pedir votos. Ele não havia gravado mensagem com João Paulo. Segundo o Ibope, 70% dos eleitores não votariam em candidatos apoiados por pessoas ligadas a João Paulo. O líder é o tucano Celso Giglio (39%), que teve a candidatura impugnada há uma semana pela Justiça Eleitoral. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãojulgamentoOsascopesquisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.