Eleito líder do PR, Garotinho quer o partido na base

O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) assumiu a liderança do PR na Câmara sinalizando apoio ao governo. Eleito por aclamação, Garotinho afirmou que o partido precisa de uma definição sobre apoiar ou não a gestão da presidente Dilma Rousseff e que vai trabalhar para que o PR volte a integrar a base efetivamente. O PR é a quinta maior bancada, com 37 deputados.

DENISE MADUEÑO, Agência Estado

01 de fevereiro de 2013 | 15h51

"Vi que é o desejo da bancada ir para a base do governo. Vou me despir de qualquer vaidade e projeto pessoal para ir para o governo, mas não hesitarei se tivermos que ser oposição", afirmou. "Nosso partido pode crescer de mãos dadas com o governo ou fora dele. O que não podemos é ir para lugar nenhum", discursou.

Na mesma reunião, a bancada escolheu o deputado Maurício Quintella Lessa (AL) para ocupar a vaga que o partido tem direito na Mesa Diretora da Casa, derrotando o deputado Inocêncio Oliveira (PE). Pelos acertos preliminares, o cargo deverá ser a Terceira ou a Quarta Secretaria.

Denúncias de irregularidades, em 2011, levaram à saída do ministro Alfredo Nascimento (PR) da pasta dos Transportes. O atual ministro Paulo Sérgio Passos é filiado ao PR, mas não é indicação do partido. Sem poder indicar um nome para o ministério, a bancada se afastou do governo Dilma.

Tudo o que sabemos sobre:
CâmaracargosGarotinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.