Eleição municipal adiou saída de Viegas do governo

O ex-ministro da Defesa José Viegas voltará à diplomacia e, de acordo com especulações, pode ser designado para a embaixada do Brasil em Paris. Ainda segundo informações que circularam no Congresso, a saída de Viegas já estava decidida desde o mês passado, tanto que ele redigiu a carta de demissão no dia 22 de outubro. Mas o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu tempo para aguardar o resultado das eleições municipais. A situação de Viegas já não era confortável e só vinha piorando nos últimos meses, entre outros em virtude de sucessivas entrevistas que dera à imprensa, desgastando ogoverno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.