Reprodução/'El País'
Reprodução/'El País'

'El País' destaca ação de Dilma contra corrupção

Jornal classificou presidente como 'líder inconteste' e afirmou que ela 'luta por reforma séria'

16 de outubro de 2011 | 20h58

MADRI - O jornal espanhol El País - principal publicação diária em castelhano -, em longo e elogioso perfil da presidente Dilma Rousseff publicado no domingo, classificou a mandatária brasileira como "líder inconteste" do País e afirmou que ela "luta por uma reforma séria da administração pública".

 

O texto destacou a demissão dos quatro ministros envolvidos em denúncias de irregularidades - Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transportes), Wagner Rossi (Agricultura ) e Pedro Novais (Turismo).

 

Segundo o jornal, Dilma trava uma "batalha" contra os "supersalários" de funcionários públicos e tem recebido o apoio da população no combate à corrupção. "Passados apenas dez meses de sua eleição, Dilma tem conseguido algo que parecia impossível: sem abrir mão de seu estilo, sério e nada complacente, desfruta de 71% de popularidade e ninguém, nem dentro nem fora, tem a menor dúvida sobre quem manda no Brasil", diz o texto do El País, ressaltando que, há um ano, a então candidata petista era "um mistério" e vista como uma sombra do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O perfil traça ainda a trajetória política e pessoal de Dilma, desde a guerrilha contra a ditadura militar (1964-1985) ao nascimento de seu neto, Gabriel, em meio à eleição do ano passado.

O texto termina com uma previsão: o grande teste da presidente brasileira virá com a realização da Copa do Mundo de 2014. "Então, ela terá seu mandato revalidado em uma nova eleição. Se tudo continuar como agora, ninguém duvidará de quem será a candidata."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.