Fabio Motta|Estadão
Fabio Motta|Estadão

Eike depõe às 15h na PF do Rio

Empresário foi preso por suspeita de integrar um esquema de propinas liderado pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral; em entrevistas

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2017 | 10h38

RIO - O empresário Eike Batista presta depoimento à Delegacia de Combate à Corrupção, na sede da Polícia Federal, às 15h desta terça-feira. A autorização para o depoimento foi dado pela juíza Débora Valle de Brito, substituta da 7ª Vara Federal.

Eike foi preso nessa segunda-feira, 30, ao desembarcar no Rio de voo vindo de Nova York. Ele foi o principal alvo da Operação Eficiência - um desdobramento da Lava Jato - deflagrada na quinta-feira, 26. Na ocasião, a Polícia Federal tentou cumprir um mandado de prisão preventiva contra o empresário, mas descobriu que ele havia viajado dois dias antes para Nova York. O empresário é suspeito de integrar um esquema de propinas liderado pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB-RJ), que está preso desde novembro.

No domingo, 29, Eike embarcou de volta ao Brasil. Em entrevistas concedidas já na área de embarque do aeroporto JFK, em Nova York, ele demonstrou que pretende colaborar com as investigações, ao afirmar que vai mostrar "como as coisas são".Possível delação premiada, no entanto, ainda depende de negociação com o Ministério Público Federal. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.