Eduardo Jorge entrega sigilo bancário

O ex-secretário-geral da Presidência da República Eduardo Jorge Caldas Pereira informou que hoje, às 16 horas, entregará o sigilo bancário de 1994 e 1998 ao presidente do Congresso, senador Jader Barbalho (PMDB-PA). "Não faço isso como ato político, mas sim como cidadão indignado, preocupado com a deterioração da imagem de instituições que são fundamentais à democracia, como Senado e Ministério Público (MP)." Jorge diz que "não teme a verdade" e a postura dele, sempre que esteve envolvido em denúncias sem provas, foi a de antecipar-se e fornecer publicamente as informações de sigilo bancário e telefônico. Ele se diz preocupado com as "calúnias, mentiras e deformações dos fatos". Para o ex-ministro, o alvo das denúncias não era ele, mas sim a figura do presidente Fernando Henrique Cardoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.