Dida Sampaio/ Estadão
Dida Sampaio/ Estadão

Eduardo Bolsonaro sinaliza interesse na Comissão de Relações Exteriores

Na campanha presidencial, o deputado atuou como uma espécie de articulador internacional do pai

Marianna Holanda, Clarissa Oliveira, Camila Turtelli, Leonencio Nossa e Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

01 Janeiro 2019 | 16h05

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, um dos filhos do presidente eleito Jair Bolsonaro, sinalizou que tem interesse na Comissão de Relações Exteriores da Câmara.  Quando questionado se pretende presidir a comissão, disse, com um sorriso: “Quem sabe”, repetindo três vezes a frase.  

Eduardo tem atuado como um articulador internacional de seu pai. Foi para os Estados Unidos e o Chile e tenta criar uma rede de direita, semelhante ao Foro de São Paulo, sempre criticado pela família Bolsonaro. No início de dezembro, organizou a Cúpula Conservadora. 

Ele chegou ao plenário da Câmara acompanhado de sua noiva, Heloisa Wolf, assim como o irmão, o senador eleito Flavio Bolsonaro, que protagoniza há semanas o caso Coaf, em que seu assessor é investigado pelo MP por transações financeiras suspeitas. Todos evitaram o contato com a imprensa.

Presença de Carlos Bolsonaro no Rolls-Royce presidencial causou surpresa

A presença de Carlos Bolsonaro, outro dos cinco filhos do presidente eleito, no Rolls Royce que conduziu o pai e a primeira-dama Michelle no desfile de posse causou surpresa até mesmo a auxiliares do novo presidente, que viram a cena em um telão. 

O gesto foi uma deferência do pai pelo trabalho do filho na campanha. Nos últimos dias, Bolsonaro manifestou a intenção de reconhecer em público as ações de Carlos nas redes sociais.

A cena foi considerada por pessoas no Planalto como uma demonstração de poder e influência do filho mais próximo de Bolsonaro.

Não é a primeira vez que um filho de presidente entra no carro. Paula, filha da ex-presidente Dilma Rousseff, esteve ao lado da mãe nos desfiles de posse de 2011 e 2015.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.