Reprodução/Twitter Ernesto Araújo
Reprodução/Twitter Ernesto Araújo

Assessor internacional de Bolsonaro chama prefeito de Nova York de 'toupeira'

Eduardo Bolsonaro também atacou Bill de Blasio, que criticou o presidente Jair Bolsonaro, replicando publicação que diz: 'É a prova que 'o idiota' não habita somente a América Latina'

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2019 | 11h53

As críticas do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, a Jair Bolsonaro geraram reação no entorno do presidente neste sábado, 13.

O assessor do presidente para assuntos internacionais, Filipe Martins, e o deputado estadual e presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), comentaram a declaração de De Blasio, de que Bolsonaro é um "ser humano perigoso".

 "Surpresa seria uma toupeira dessas o elogiar", escreveu Filipe Martins no Twitter. "Não há surpresa alguma em ver Bill de Blasio — um sujeito que colaborou com a revolução sandinista, que considera a URSS um exemplo a ser seguido e que faz comícios no monumento dedicado a Gramsci no Bronx — criticando o PR Bolsonaro."

Já o filho do presidente associou as críticas ao "globalismo". Ele replicou uma publicação do também deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) em que ele escreve: "É a prova que 'o idiota' não habita somente a América Latina. “O idiota' está por toda parte."

Eduardo complementou: "O movimento cultural que ocorre no Brasil ocorre da exata mesma e mesma forma no Chile, Inglaterra, França e, claro, nos EUA. Isso visa a construção de um novo mundo suprimindo as culturas locais. Depois falamos que são GLOBALISTAS e ainda há quem queira fazer chacota conosco."

Na sexta, o prefeito de Nova York pediu que uma homenagem a Bolsonaro no Museu de História Natural do EUA, prevista para 14 de maio, fosse cancelada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.