Reprodução/Twitter Ernesto Araújo
Reprodução/Twitter Ernesto Araújo

Assessor internacional de Bolsonaro chama prefeito de Nova York de 'toupeira'

Eduardo Bolsonaro também atacou Bill de Blasio, que criticou o presidente Jair Bolsonaro, replicando publicação que diz: 'É a prova que 'o idiota' não habita somente a América Latina'

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2019 | 11h53

As críticas do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, a Jair Bolsonaro geraram reação no entorno do presidente neste sábado, 13.

O assessor do presidente para assuntos internacionais, Filipe Martins, e o deputado estadual e presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), comentaram a declaração de De Blasio, de que Bolsonaro é um "ser humano perigoso".

 "Surpresa seria uma toupeira dessas o elogiar", escreveu Filipe Martins no Twitter. "Não há surpresa alguma em ver Bill de Blasio — um sujeito que colaborou com a revolução sandinista, que considera a URSS um exemplo a ser seguido e que faz comícios no monumento dedicado a Gramsci no Bronx — criticando o PR Bolsonaro."

Já o filho do presidente associou as críticas ao "globalismo". Ele replicou uma publicação do também deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) em que ele escreve: "É a prova que 'o idiota' não habita somente a América Latina. “O idiota' está por toda parte."

Eduardo complementou: "O movimento cultural que ocorre no Brasil ocorre da exata mesma e mesma forma no Chile, Inglaterra, França e, claro, nos EUA. Isso visa a construção de um novo mundo suprimindo as culturas locais. Depois falamos que são GLOBALISTAS e ainda há quem queira fazer chacota conosco."

Na sexta, o prefeito de Nova York pediu que uma homenagem a Bolsonaro no Museu de História Natural do EUA, prevista para 14 de maio, fosse cancelada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.