Edinho Silva diz não crer que Lula pressionou Mendes

O presidente do PT no Estado São Paulo, deputado estadual Edinho Silva, disse neste domingo duvidar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha pressionado o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes a interceder pelo adiamento do julgamento do mensalão. "Eu não acredito. Não é o perfil do Lula fazer isso", disse Edinho. "Além do mais, o próprio (ex) ministro (Nelson) Jobim, que estaria no encontro, já negou isso", completou.

GUSTAVO PORTO, Agência Estado

27 Maio 2012 | 15h17

Para tentar tirar o foco de uma possível convocação do governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo, para a CPI do Cachoeira, o PSDB analisa a possibilidade de interpelar Lula na Justiça, convocar o ex-presidente a falar à própria CPI ou ainda fazer uma acareação entre ele e Gilmar Mendes.

A assessoria do presidente Lula informou que ele não irá se pronunciar sobre esse assunto, mesma posição adotada no sábado, após a divulgação, pela revista "Veja", do suposto pedido do ex-presidente a Mendes.

O PT nacional também mantém silêncio. Por meio de sua assessoria de imprensa, o presidente do partido, Rui Falcão, informou que não irá falar sobre o assunto.

Mais conteúdo sobre:
mensalão Lula Mendes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.