'Economist' traz artigo irônico sobre igreja de Edir Macedo

Revista londrina diz Universal é a igreja episcopal mais ambiciosa do Brasil

BBC Brasil, BBC

04 Janeiro 2008 | 05h30

A revista londrina The Economist traz na edição desta semana uma reportagem sobre a Igreja Universal do Reino de Deus em que ironiza as práticas do bispo Edir Macedo. "Sacrificar é divino, ele diz para a congregação. Talvez seja, mas inventar um modelo de negócios genial é humano", afirma a revista. O texto diz que a igreja de Macedo é a apenas a terceira maior entre as episcopais no Brasil, mas "a mais ambiciosa, com filiais em 172 países, um partido político (PRB) e uma rede de TV (Record)". Mas, de acordo com a revista, o maior próposito do partido "parece ser defender os interesses da Igreja Universal contra ataques de seus poderosos inimigos, que incluem a Igreja Católica e a Globo". Defesa A reportagem diz que a recém-publicada biografia autorizada de Macedo - O Bispo: A História Revelada de Edir Macedo - é rica em informações curiosas, mas não traz novidades sobre as finanças da igreja ou sobre sua conversão do cristianismo. O texto, porém, nota que que Macedo usa o livro para se defender "com robustez" das acusações de que a igreja "explora a credulidade dos desesperados". O título da reportagem - Se a redenção falhar, você ainda pode usar o banheiro de graça - foi tirado de um dos argumentos que Macedo usa no livro. "Aqueles que não ganham nada ainda podem vir ao culto, usar o amplo salão com ar-condicionado e um banheiro limpo sem pagar", cita livremente a revista. "Eles podem até parar de beber, de bater em suas mulheres e se unir à igreja".   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
edir macedoreligiãoeconomist

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.