Economist: imagem de Lula foi 'higienizada' em filme

A opinião da revista britânica ''The Economist'' sobre a cinebiografia do presidente Luiz Inácio Lula da Silva não é a das melhores. Além de criticar o lançamento do filme num ano eleitoral, a revista diz que a imagem do presidente foi "higienizada", já que ele é apresentado como um estudante e marido perfeito e um político moderado que abomina a violência.

PRISCILA ARONE, Agencia Estado

22 de janeiro de 2010 | 16h54

O livro no qual "Lula, o filho do Brasil" foi baseado, porém, cita o então sindicalista consentindo com o lançamento, de uma janela, de um diretor de uma fábrica em greve. No filme, ele sai correndo em desespero.

Para a revista, uma história mais cheia de nuances não prejudicaria sua incrível trajetória e conquistas do metalúrgico que se tornou presidente.

Tudo o que sabemos sobre:
LulafilmeThe Economistcrítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.