É muito possível que Gleisi seja candidata, diz Bernardo

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou na tarde desta quarta-feira, 09, que "é muito possível" que a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, seja candidata ao governo do Paraná. Os dois, que são casados, cumpriram agenda com a presidente Dilma Rousseff naquele Estado na semana passada para entregar máquinas a prefeitos da região e inaugurar trecho de rodovia entre Cruzeiro do Oeste e Tuneiras do Oeste.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

09 de outubro de 2013 | 14h37

"Vamos ver o que vai acontecer (no Paraná). Não tá certo ainda, se seguirmos as coisas, o caminho natural, é muito possível que a Gleisi seja candidata, mas isso não está definido, não", disse Bernardo, após deixar audiência com a presidente Dilma Rousseff e o CEO da Internet Corporation for Assigned Names and Numbers, Fadi Chehadé, no Palácio do Planalto.

Portos

Sobre o Porto de Paranaguá, alvo de disputa política, Paulo Bernardo afirmou que "não se pode misturar eleição com porto". "Eleição é só no ano que vem, vamos ter de definir essa coisa dos portos antes disso. Tem polêmica e tudo, mas isso tem de ser administrado", disse o ministro.

Conforme informou o jornal O Estado de S.Paulo na terça-feira, 08, o governo do Paraná pode questionar na Justiça a proposta da Secretaria de Portos (SEP) para o arrendamento de áreas no Porto de Paranaguá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.