É mais uma mentira, diz Saturnino sobre revelação de votos

O senador Roberto Saturnino Braga (PSB-RJ) criticou hoje a atitude do ex-senador José Roberto Arruda (sem partido-DF) e do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) de revelar o suposto voto que teriam dado os senadores, na sessão em que foi cassado o ex-senador Luiz Estevão (PMDB-DF), no ano passado. "Ou mentiram durante os depoimentos ao Conselho de Ética ao afirmar que rasgaram a lista, ou estão mentindo agora", disse Saturnino. "É mais uma mentira que se soma a tudo isso". O senador afirmou, ainda, que agora não vale dizer quem votou contra ou a favor da cassação, mas sim a credibilidade de cada um e a sua história. Ele, no entanto, é contra a aceleração da tramitação, na Mesa do Senado, do processo contra ACM por ter participado do episódio da violação do painel de votação eletrônica, para iniciar o processo antes de sua anunciada renúncia. "Não sou a favor de tripudiar. Deixe que ele renuncie e que o povo da Bahia o julgue", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.