E-mail ofensivo gera polêmica na TV Senado

A resposta de um funcionário da TV Senado a um aviso relativo a uma audiência pública na Câmara provocou indignação e mal-estar ontem no Congresso. Para informar sobre a presença do secretário de Emprego e Relações de Trabalho de São Paulo, Guilherme Afif, em um debate sobre o projeto que prevê a divulgação de impostos em notas fiscais, o assessor de imprensa da pasta, Vinícius Prado de Moraes, enviou um e-mail a diversos órgãos de imprensa e obteve a resposta: "Foda-se." A mensagem partiu do funcionário da TV Senado João Carlos da Fontoura. "É esculhambação. É uma Casa que merece respeito", reagiu Afif, que relatou o caso ao líder do DEM, Agripino Maia (RN). Fontoura afirmou que trabalha no núcleo de documentários e recebe uma enxurrada de e-mails. "Todo dia passo mais de meia hora apagando mensagens que não são para mim." Na quarta-feira, contou, precisava enviar uma mensagem urgente e perdeu a paciência. "Foi falha minha ter respondido nesses termos. Minha resposta foi infeliz. Peço desculpas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.