'É fundamental ter um time', repete Dilma

Presidente participar de comício em Manaus para tentar alavancar candidatura de Vanessa Graziottin (PCdoB)

Alfredo Junqueira - enviado especial de Manaus,

23 de outubro de 2012 | 03h00

Em discurso no comício de Vanessa Graziottin, candidata do PC do B à Prefeitura de Manaus, a presidente Dilma Rousseff voltou a imitar seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, usando de metáforas futebolísticas para pedir votos à aliada. Para uma praça lotada de eleitores, que esperaram até quatro horas em pé para assistir ao evento, Dilma disse que estava feliz porque estava com o seu "time" no Estado do Amazonas.

"Ninguém joga sozinho. É fundamental que a gente tenha um time. Até para fazer gol. E todos vocês que estão aqui hoje fazem parte do meu time", disse a presidente no último comício programado em seu "road show" eleitoral, que começou na sexta-feira, 19, em Salvador e passou por Campinas e São Paulo no final de semana.

Em Manaus, Dilma tenta ajudar a decolar a candidatura de Vanessa. Seu adversário, o ex-senador Artur Virgílio (PSDB), um dos principais críticos do governo Lula quando estava no Congresso, está disparado na liderança das pesquisas. O ex-presidente Lula também esteve em Manaus, ainda no primeiro turno, para pedir votos para Vanessa.

Para tentar mudar o quadro, a presidente fez críticas indiretas aos adversários. Afirmou que os governantes que não são dos partidos da base do governo não procuram a Presidência para estabelecer parcerias. Ela também prometeu estender por 50 anos a validade da Zona Franca de Manaus, construir creches e levar água encanada para mais bairros.

Dilma também se solidarizou com a candidata do PC do B, que disse estar sendo vítima de campanha difamatória durante a campanha. "Tem coisa nessa eleição da Vanessa que lembra muito a minha eleição. Mentiras, calúnias, me difamaram e falaram coisas a meu respeito. Minha gratidão pelo Amazonas é saber que quem enterrou as coisas que disseram contra mim foram os votos dos amazonenses e dos manauaras", disse a presidente, que, em 2010, teve cerca de 80% dos votos válidos no Estado.

Coube ao governador Omar Aziz o momento constrangedor da noite, quando detalhou cada uma das campanhas difamatórias contra Vanessa. Ele disse que espalham pela cidade que a candidata do PC do B não acredita em Deus, que não mora com o marido e vive com outra mulher. Sem graça, Vanessa se inclinou para tentar explicar para Dilma do que o governador estava falando.

2014. Além de enfrentar um adversário direto de Lula, Dilma também medirá forças em Manaus com o senador Aécio Neves (PSDB), que desembarca amanhã na cidade a fim de dar seu apoio a Virgílio. Aécio também tem rodado o País para apoiar candidatos aliados. Neste 2º turno, por exemplo, também esteve em Campinas, assim como a presidente.

No 1º turno, o embate entre Aécio, provável candidato do PSDB à Presidência em 2014, e Dilma, que vai concorrer à reeleição, ocorreu em Belo Horizonte. O candidato apoiado pelo tucano venceu.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012Dilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.