André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

'É evidente que decisão de Padilha de deixar governo é uma referência', afirma Moreira Franco

Ex-ministro, e um dos aliados mais próximos de Temer, afirma que atitude de titular da Aviação Civil pode ser seguida por outros integrantes do primeiro escalão do PMDB

Ricardo Brito, O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2015 | 16h30

BRASÍLIA - Um dos mais próximos aliados do vice-presidente Michel Temer, o ex-ministro Moreira Franco (PMDB), afirmou nesta sexta-feira, 4, ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que a decisão do ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, de deixar o cargo pode ser seguida por outros integrantes do primeiro escalão do partido. Moreira disse que Padilha entregou sua carta de demissão ontem ao Palácio do Planalto após, segundo o ex-ministro, terem atribuído a Temer declarações de que ele respaldaria a presidente Dilma Rousseff na defesa contra o impeachment.

"É evidente que toda atitude dessa natureza é uma referência, define rumos e impacto nos outros", disse Moreira. Mas, destacou, essa é uma avaliação pessoal que será feita por cada um dos ministros peemedebistas - com Padilha, o partido tem sete ministérios no governo. Um dos mais pressionados é o titular do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB).

O ex-ministro afirmou que, qualquer que seja a decisão da Câmara, se apoia ou não o afastamento de Dilma, o País precisa de uma solução. "Ficou-se o ano todo o Brasil sendo obrigado a discutir o impeachment do presidente da Câmara e da presidente da República, só que o governo precisa de um caminho, dar tranquilidade aos investidores para que a Economia possa se recuperar, estamos vivendo a maior crise econômica da nossa história", considerou.

Para Moreira, esse processo precisa ser concluído para que o País possa restabelecer um ambiente de "pacificação e união". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.