É equivocado achar que governo e oposição são inimigos, diz Lula

O líder do PSDB na Câmara, Jutahy Junior, disse ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que o partido terá uma atitude positiva em relação às reformas, mas que faz questão de examinar as propostas tecnicamente para "prevalecer o interesse do povo brasileiro." Segundo relato feito pelo deputado Custódio de Mattos (PSDB-MG), Jutahy deu as parabenizou o governo por ter encaminhado as reformas, lembrando que elas foram propostas pelo governo Fernando Henrique Cardoso. Em seu discurso, Lula disse que há uma tradição equivocada da política segundo a qual governo e oposição são inimigos. Segundo Lula, os dois grupos têm apenas papéis diferentes. Em resposta à colocação de Jutahy, que citou o governo FHC como precursor das reformas, Lula disse que "as pessoas não dormem e não acordam na mesma hora", querendo dizer que o PT agora é quem está à frente e incorporando a defesa das reformas, segundo o deputado Custódio de Mattos, que deixou a reunião antes porque tem compromissos em seu Estado. Lula afirmou que não permitirá nenhuma retaliação de parlamentares que não estejam de acordo com a opinião do governo. Segundo o deputado Jovair Arantes (PSDB-GO), esta atitude o impressionou, principalmente por ter sido dita diante das suas lideranças políticas, como o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.