É cedo para definir candidatura, insiste FHC

O presidente Fernando Henrique Cardoso reiterou, por intermédio do porta-voz adjunto da Presidência da República, Alexandre Parola, seu entendimento "de que ainda é cedo para avaliar o quadro sucessório e, mais ainda, para decisões de candidaturas". O comentário foi feito a propósito da reunião de amanhã da comissão executiva do PSDB para discutir critérios de escolha do candidato do partido à sucessão presidencial. Quanto à decisão de hoje do plenário do Supremo Tribunal Federal, de manter decisão do ministro Gilson Dipp, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que mandou o ministro da Educação, Paulo Renato Sousa, disponibilizar os recursos para pagamento do salário de outubro dos professores das universidades federais, inclusive dos que estão em greve, o porta-voz disse que o processo está em curso e que o presidente preferiu não se pronunciar a respeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.