Dutra diz que Arruda insinuou alteração do painel

O líder do Bloco de Oposição no Senado, senador José Eduardo Dutra (PT-SE), afirmou hoje à tarde, em depoimento ao Conselho de Ética, que o senador José Roberto Arruda (PSDB-DF) insinuou a possibilidade alteração do painel de votação na véspera da votação do pedido de cassação do ex-senador Luiz Estevão, quando esteve no gabinete do ex-lider do governo no Senado. No entanto, Dutra lembrou "era público e notório" que Arruda queria "votar pela cassação de Luiz Estevão".O senador petista lembrou que já na véspera havia um clima de que seria possível violar o painel. Dutra disse que comentou isso com a senadora Heloisa Helena e que ela teria dito que esse boato estava muito forte. Passada a votação, Dutra disse que se encontrou com o então presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA), e que este teria lhe dito que "a sua líder não votou com a gente".Dutra disse que considerou a informação ridícula e não deu importância ao episódio. O líder fez um apelo aos parlamentares presentes ao Conselho para que todas as conversas ocorridas entre os senadores naquele período deixem de ser privadas para assumir um caráter público. "Não pode haver aqui nenhuma dose de hipocrisia". O líder do Bloco Oposição no Senado disse ainda que não viu a lista com os votos dados por cada um dos senadores na sessão de cassação de Estevão, acrescentando que ninguém lhe disse que havia uma suposta lista ou que o painel do Senado havia sido violado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.