Durval Barbosa deve depor ainda este mês na CPI do DF

Delator do esquema conhecido como 'Mensalão do DEM' está sob proteção da Polícia Federal

Carol Pires, da Agência Estado,

17 de março de 2010 | 11h33

O depoimento de Durval Barbosa à CPI da Corrupção da Câmara Legislativa do Distrito Federal deve ocorrer até o final deste mês, segundo informou há pouco a presidente do colegiado, deputada distrital Eliana Pedrosa (DEM).

 

A presidente da CPI, o vice-presidente, deputado Reguffe (PDT), e o relator das investigações, Paulo Tadeu (PT), estiveram reunidos esta manhã com o diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, e pediram o agendamento do depoimento, uma vez que Barbosa está sob proteção desde que delatou ao Ministério Público o esquema de corrupção conhecido como "mensalão do DEM", que seria chefiado pelo governador afastado do DF, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM).

 

Segundo relato da deputada Eliana Pedrosa, Luiz Fernando Corrêa mostrou disposição em agendar o depoimento para uma data mais breve possível. A audiência com o ex-secretário deve ser realizada na sede da Polícia Federal em Brasília, com acesso da imprensa.

 

Em janeiro, quando José Roberto Arruda ainda não havia sido preso pela Polícia Federal e tinha total comando da Câmara Legislativa, o depoimento de Durval Barbosa chegou a ser aprovado, mas nunca ocorreu.

 

Em nota à imprensa, na qual pediu para ter seu depoimento adiado, Durval disse que "na condição de denunciante da maior roubalheira documentada, já vista no Brasil, não poderia, jamais me submeter a questionamentos meramente políticos, oriundos de parlamentares pertencentes a uma Casa apoteoticamente desorganizada político e administrativamente".

 

Uma pessoa próxima a Durval Barbosa, que conversou com ele pelo telefone na última segunda-feira, quando os deputados da CPI anunciaram que tentariam remarcar o depoimento, disse à Agência Estado que o ex-secretário não tem "a mínima disposição em colaborar com as investigações da Câmara". Isto porque Barbosa não quer se envolver em disputas políticas e teria interesse apenas em ajudar a apuração da Justiça, com quem se comprometeu a revelar tudo o que sabe sobre o "mensalão do DEM".

Tudo o que sabemos sobre:
Durval BarbosaDistrito FederalCPI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.